Nanda Lacerda: Alimentação Saudável: Dieta Detox

Alimentação Saudável: Dieta Detox


Dando continuidade a nossa alimentação saudável, (leia o post Exageros X Necessidades). Hoje venho apresentar a vocês a Detox já ouviram falar? É uma dieta de desintoxicação muito indicada para pessoas assim como eu, que come muito, alimentos industrializados, com fartura de glúten, açúcar e sal. Resultado: o excesso das toxinas pode causar alterações na aparência da língua e mau hálito, cabelo e pele sem viço, dores de cabeça, cansaço, envelhecimento precoce, excesso de peso, metabolismo lento, irritabilidade e mudança de humor, problemas digestivos (constipação, síndrome do intestino irritável, gases, inchaço na barriga e má digestão) e vista cansada. Quando há este excesso de toxinas no organismo, boa parte de nossa energia passa a ser usada na tentativa de eliminação dessas substâncias. O corpo elimina naturalmente as toxinas pela transpiração, respiração, fezes e urina. Só que às vezes o acúmulo dessas substâncias é tão grande que é preciso dar uma forcinha fazendo uma dieta desintoxicaste para limpar nosso organismo desses componentes tóxicos. Mas o que são essas toxinas encontradas nos alimentos? São basicamente alimentos contaminados por hormônios, agrotóxicos, carne de animais alimentados com ração contaminada, pois a toxina pode ser transmitida pelo corpo do animal através de sua carne, leite ou ovos.

Dando continuidade a nossa alimentação saudável, (Leia o post Exageros X Necessidades). Hoje venho apresentar a vocês a Detox já ouviram falar? É uma dieta de desintoxicação muito indicada para pessoas assim como eu, que come muito, alimentos industrializados, com fartura de glúten, açúcar e sal. Resultado: o excesso das toxinas pode causar alterações na aparência da língua e mau hálito, cabelo e pele sem viço, dores de cabeça, cansaço, envelhecimento precoce, excesso de peso, metabolismo lento, irritabilidade e mudança de humor, problemas digestivos (constipação, síndrome do intestino irritável, gases, inchaço na barriga e má digestão) e vista cansada. Quando há este excesso de toxinas no organismo, boa parte de nossa energia passa a ser usada na tentativa de eliminação dessas substânciasO corpo elimina naturalmente as toxinas pela transpiração, respiração, fezes e urina. Só que às vezes o acúmulo dessas substâncias é tão grande que é preciso dar uma forcinha fazendo uma dieta desintoxicaste para limpar nosso organismo desses componentes tóxicos. Mas o que são essas toxinas encontradas nos alimentos? São basicamente alimentos contaminados por hormônios, agrotóxicos, carne de animais alimentados com ração contaminada, pois a toxina pode ser transmitida pelo corpo do animal através de sua carne, leite ou ovos. 

Dando continuidade a nossa alimentação saudável, (leia o post Exageros X Necessidades). Hoje venho apresentar a vocês a Detox já ouviram falar? É uma dieta de desintoxicação muito indicada para pessoas assim como eu, que come muito, alimentos industrializados, com fartura de glúten, açúcar e sal. Resultado: o excesso das toxinas pode causar alterações na aparência da língua e mau hálito, cabelo e pele sem viço, dores de cabeça, cansaço, envelhecimento precoce, excesso de peso, metabolismo lento, irritabilidade e mudança de humor, problemas digestivos (constipação, síndrome do intestino irritável, gases, inchaço na barriga e má digestão) e vista cansada. Quando há este excesso de toxinas no organismo, boa parte de nossa energia passa a ser usada na tentativa de eliminação dessas substâncias. O corpo elimina naturalmente as toxinas pela transpiração, respiração, fezes e urina. Só que às vezes o acúmulo dessas substâncias é tão grande que é preciso dar uma forcinha fazendo uma dieta desintoxicaste para limpar nosso organismo desses componentes tóxicos. Mas o que são essas toxinas encontradas nos alimentos? São basicamente alimentos contaminados por hormônios, agrotóxicos, carne de animais alimentados com ração contaminada, pois a toxina pode ser transmitida pelo corpo do animal através de sua carne, leite ou ovos.

A dieta Detox não é para ser feita em um período muito logo, por que se trata apenas de uma desintoxicação alimentar, feita a dieta, você volta a reeducação alimentar.  Mas se você quiser se beneficiar dessa dieta o ano inteiro, separei algumas dicas para a partir de hoje darmos prioridade na hora da alimentação, visando em primeiro lugar o bem estar corporal, e a perda de peso é só as consequências do amor e dedicação que você proporcionou ao seu corpo. Vamos começar?



1. Evite industrializados
Na desintoxicação, até mesmo a versão light dos molhos industrializados deve ser eliminada do cardápio, pois tem grande quantidade de sódio e gordura. Fique com os temperos naturais. O vinagre de maçã e o de limão, por exemplo, trazem substâncias antioxidantes e fortalecem a imunidade, deixando o organismo mais ativo contra as toxinas. Já o azeite de oliva lubrifica o intestino, otimizando a eliminação dessas ‘sujeiras’, e ainda acelera as funções metabólicas.
2. Experimente a farinha de banana verde
A nova febre nas lojas de produtos naturais favorece a flora intestinal. A fama tem a ver com o tipo de amido, que chega intacto ao intestino e produz substâncias que alimentam as bactérias benéficas e formam uma barreira contra as intrusas. Com isso, os nutrientes são bem absorvidos e você espanta a fome. Use a farinha de banana verde no lugar da tradicional, no preparo de pratos como bolo e torta. Ou então cozinhe a banana verde na panela de pressão até desmanchar depois use para para colocar nos limentos em quantidades a gosto, podendo ate congelar. 
3. Aposte em frutas cítricas
A turma da acerola, kiwi, caju, limão e laranja, por meio de um composto chamado limonoide, faz com que o fígado libere mais toxinas do organismo. “Esse efeito pode ser conseguido com a fruta consumida in natura ou usada no preparo de peixes, sucos ou saladas”, avisa a nutricionista.
4. Coma alimentos crus
Pelo menos 50% do prato de uma refeição deve ter opções frescas e cruas. Dessa forma, você garante a ingestão de uma boa quantidade de itens desintoxicantes, como fibras e água.
5. Coloque uma folha de couve no cardápio
Na salada, no suco ou refogada, ela estimula as enzimas que neutralizam as toxinas. “Vale lembrar que a verdura ainda é rica em vitaminas do complexo B, que facilitam o metabolismo da proteína, do carboidrato e da gordura”, completa Lizandri.
Dando continuidade a nossa alimentação saudável, (leia o post Exageros X Necessidades). Hoje venho apresentar a vocês a Detox já ouviram falar? É uma dieta de desintoxicação muito indicada para pessoas assim como eu, que come muito, alimentos industrializados, com fartura de glúten, açúcar e sal. Resultado: o excesso das toxinas pode causar alterações na aparência da língua e mau hálito, cabelo e pele sem viço, dores de cabeça, cansaço, envelhecimento precoce, excesso de peso, metabolismo lento, irritabilidade e mudança de humor, problemas digestivos (constipação, síndrome do intestino irritável, gases, inchaço na barriga e má digestão) e vista cansada. Quando há este excesso de toxinas no organismo, boa parte de nossa energia passa a ser usada na tentativa de eliminação dessas substâncias. O corpo elimina naturalmente as toxinas pela transpiração, respiração, fezes e urina. Só que às vezes o acúmulo dessas substâncias é tão grande que é preciso dar uma forcinha fazendo uma dieta desintoxicaste para limpar nosso organismo desses componentes tóxicos. Mas o que são essas toxinas encontradas nos alimentos? São basicamente alimentos contaminados por hormônios, agrotóxicos, carne de animais alimentados com ração contaminada, pois a toxina pode ser transmitida pelo corpo do animal através de sua carne, leite ou ovos.
6. Tome chá de hibisco
A bebida ajuda a reduzir a retenção de líquido. De quebra, ainda potencializa a queima da gordura, pois combina vitamina C, cálcio e antocianina. Faça assim: coloque 1 col. (chá) de hibisco em 1 xíc. (chá) de água quente e abafe por cinco minutos. Depois, coe e beba em jejum no café da manhã.
7. Beba muito líquido
Ao longo do dia, o hábito é fundamental na eliminação de toxinas por meio do suor, das fezes e da urina. Aqui, vale água, chá ou suco natural, sopa e até alimentos aquosos, como melancia, melão, alface e pepino.
8. Invista em chá verde com gengibre
Ele acelera o processo de desintoxicação e o metabolismo. A nutricionista Lara Natacci, de São Paulo, dá a receita: ferva por três minutos 1 pedaço (3 centímetros) de gengibre em 1 litro de água, desligue
o fogo, acrescente 3 col. (sopa) de chá verde e abafe por 15 minutos. Coe e beba ao longo do dia.
9. Adicione maçã e brócolis à dieta
Eles amenizam os estragos causados pelas toxinas. Tanto a maçã quanto o brócolis são boas fontes de antioxidantes, que evitam a formação dos radicais livres e diminuem os efeitos do envelhecimento
e o aparecimento de doenças degenerativas, como o câncer.
10. Consuma fibras
Encontradas na farinha de trigo, no macarrão e no arroz integral, elas varrem as toxinas para fora do organismo. Além disso, favorecem o bom funcionamento do intestino, outro que ajuda nessa limpeza.


E ai gostaram das Dicas?

2 comentários :

Comente! exponha sua opinião, fique a vontade. O blog é feito por você.

Random Posts

Games

Posts Recentes